Injúria x autoconhecimento



O que responder aquela "amiga" que passou de primeira no Exame da Ordem e que, indignada, manifesta pesar/piedade pela sua segunda reprovação consecutiva? .

Pensei, pensei, pensei... a resposta mais filosófica que me veio a cabeça foi: "f.-se, você não é o espelho de minha vida e nem eu sou aquela em quem você pode pisar para exercitar o sentimento de pseudo-piedade... f.-se, f.-se, f.-se!"

. Todavia, acredito que o ponto central é a questão da injúria, da ofensa, do desrespeito. Afinal, a assertiva de sua "amiga" foi como uma espécia de constatação-adjetiva classificando a si mesmo como "inteligente" e aos divergentes como "burros". É uma ofensa velada. A pergunta a ser feita, portanto, é: COMO NÃO SE OFENDER COM AS INJÚRIAS ALHEIAS?

. Acredito que uma das respostas possíveis passa pelo auto-conhecimento. Afinal, se eu me conheço não posso ficar chateado pelas ofensas alheias. Nessa linha, se um aluno me chamar de "bicha" durante uma aula eu terei duas alternativas possíveis: (1) sou "bicha"; e (2) não sou "bicha". Se sou e já sabia disso, não posso me ofender pela constatação daquilo que é uma realidade já conhecida; se não sou, também não posso me ofender porque o que foi dito não corresponde à realidade por mim aferida nos últimos 37 anos de vida. Apenas aquele que não sabe se é ou não uma "bicha" poderá se ofender com a constatação alheia e isso porque o outro foi capaz de perceber antes o que seria sua obrigação observar primeiro.

. Então, retornando para a sua amiga que indiretamente a chamou de "burra" temos duas hipóteses: (a) você é burra; e (b) você não é burra. Se você já sabia ser burra, não pode ficar surpresa com essa ofensa e nem mesmo com o resultado do Exame da Ordem; mas se você sabe não ser burra, saberá também que o resultado foi provocado por uma má estratégia de estudos, falta de concentração, etc. De uma forma ou de outra, não há motivo para se magoar com a opinião (certa ou errada) sobre aquilo que você já conhece tão bem: você mesma.

. Resumo: conheça a si mesmo e mande sua amiga se f.

☕ Bom dia.

. . Ps. Resultado da conversa com minha "aluna experimental" em 31.08.2015 que compartilho aqui para servir a outras pessoas que passam pelo mesmo problema.

#filosofiadevida

Voltar ao MENU INICIAL